Conscientização na escola do Rio


CMS Tia Alice aborda em instituição de ensino os perigos do uso do tabaco

 

cmstiaalice01

Alunos atentos às explanações


A Escola Estadual Ação Mangueirense, no Rio de Janeiro, foi palco de uma palestra informativa sobre os riscos causados pela dependência do tabaco, substância responsável por cerca de 6 milhões de mortes em todo o mundo.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o cigarro favorece o aparecimento de diversas doenças, como câncer (pulmão, boca, traqueia, faringe, rins, pâncreas etc.), osteoporose, pneumonia e colesterol alto.

É importante ressaltar que os prejuízos atingem não só o fumante, mas também as pessoas que com ele convivem. Os chamados fumantes passivos ficam expostos aos componentes tóxicos e cancerígenos presentes na fumaça ambiental do tabaco, que contém composição muito próxima à da fumaça tragada por quem fuma.

Além das orientações e dos alertas passados na ocasião, a equipe do Centro Municipal de Saúde Tia Alice divulgou o grupo de tabagismo realizado gratuitamente na unidade. Isso porque, apesar de os alunos terem idade entre 12 e 18 anos, infelizmente representam uma parcela da população com alto índice de vulnerabilidade para adquirir esse vício.

“A parceria intersetorial entre educação e saúde possibilita que sensibilizemos os jovens, potencializando ainda mais o nosso trabalho, porque, além de disseminar de forma clara e rápida os malefícios causados pelo cigarro, os adolescentes são multiplicadores fundamentais para a saúde. Nosso CMS localiza-se dentro da Vila Olímpica da Mangueira, então esses jovens estão próximos e temos de criar estratégias, desenvolver atividades que sejam atrativas para eles”, afirma Rodrigo Assumpção Rodriguez, Gerente do CMS Tia Alice.